domingo, 9 de outubro de 2011

Por Benette Bacellar


tirei a máscara
arranquei minhas asas
dentro do teu mundo
sou apenas anjo invisível
de olhar recatado
andando pelas ruas
em silêncio

decisão carregada
de audácia/ coragem/ sedução
invento um novo cio
boca e unha vermelha
te procuro insana
assusto a noite
com uivos para a lua

de repente
assumo poderes
tenho fome do teu corpo
sede da tua boca
transformo essa santa
em mim
numa devassa

te encontro
numa esquina qualquer
meu olhar pecado
promete tango
refeito do espanto
nessa dança colada
olho no olho
acabamos
cúmplices
do mesmo desejo
e finalmente
um beijo


Observação: Postagem efetuada por considerar uma "pérola" escrita por uma colega de Oficina Literária.
Imagem: Google

Um comentário:

Sue disse...

Adorei!
Passei pra conhecer, fiz uma visitinha, e gostei do que li por aqui!
Beijinhos, Rosalva!