segunda-feira, 31 de outubro de 2011


algo me diz
que a distância – mesmo com amor -
atrapalha
vira navalha
corta - fere
ferve dentro de mim
de tanto amar viro a pior atriz

RR - 31/10/2011
Imagem: Google

domingo, 30 de outubro de 2011

Sagrada noite



um sinal acordou-me mais cedo
silêncio para senti-lo
reverência ao entendê-lo

contornado por simplicidade
levou-me pela mão ao espelho
fixei meu olhar sonolento naquela mulher
cabelos ainda despenteados
no rosto algumas marcas do travesseiro
sem cremes, baton
genuína

mulher estranha – pensei
ontem esperava pela noite para deixar de sofrer
hoje amanhece como quem vai renascer

RR - 30/10/2011
Imagem: Google

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Sem perceber


minha vida já não cabe em mim
tomaste espaço dentro dela
aumentaste o tamanho do que sou
chegamos juntos - mansamente - na primavera


agigantei-me com tua essência
livro aberto prefaciado com beleza
palavras que abrandam meus dias
perfume suave de sutilezas


não sou mais eu
sou você dentro de mim
feito carmim
com bençãos de querubins

RR - 27/10/2011
Imagem: Google

XXII Antologia Poética Patrulhense


57ª. Feira do Livro de Porto Alegre
Praça da Alfândega
Pavilhão de Autógrafos
05/11/2011
16h30min

Foto: Capa

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Mãos que tecem


linha - agulha
um nó
início do trabalho
paciência
ponto na beirada
como a lua na madrugada
anunciando novo dia
tempo de partida – chegada
prá finalizar -  arremate
bem apertado
prá descartar da memória
ponto que podia ser melhorado
distância entre início e fim
sufoco
por cima - lantejoulas coloridas
coladas com maestria
lembram folia
dias insólitos passados
agora somente liberdade
verdade
busca
carinho nas mãos
que ousaram tecer
realidade da ação

Rosalva Rocha - 20/10/11
Poesia inspirada em uma "tia do coração" (Natinha)
Imagem: Google

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Ambiguidade




Tempo estranho
Revoada de insanos pensamentos
Temporal
Nada normal
Neste mundo tão igual

Silêncio – preciso
      Ausência – necessária
          Saudade – revoada
                     Palavras – quase nada

Sinto – escrevo
     Deixo – não deixo
          Quero – não devo querer

Mas é preciso
Um pouco de clareza
Prá não perder a beleza


RR- 13/10/11
Imagem: Google

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

domingo, 9 de outubro de 2011

Por Benette Bacellar


tirei a máscara
arranquei minhas asas
dentro do teu mundo
sou apenas anjo invisível
de olhar recatado
andando pelas ruas
em silêncio

decisão carregada
de audácia/ coragem/ sedução
invento um novo cio
boca e unha vermelha
te procuro insana
assusto a noite
com uivos para a lua

de repente
assumo poderes
tenho fome do teu corpo
sede da tua boca
transformo essa santa
em mim
numa devassa

te encontro
numa esquina qualquer
meu olhar pecado
promete tango
refeito do espanto
nessa dança colada
olho no olho
acabamos
cúmplices
do mesmo desejo
e finalmente
um beijo


Observação: Postagem efetuada por considerar uma "pérola" escrita por uma colega de Oficina Literária.
Imagem: Google

sábado, 8 de outubro de 2011

SOS Poesia

Elaboração: Ana Beise
Data da mostra: 10 a 16/10
Local: Centro Cultural Érico Veríssimo - POA
PORTO POESIA - Trabalhos da Oficina de Poesia e Linguagem (Mario Pirata) - CCMQ

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

O uso da linguagem nas Centrais de Atendimento e o Relacionamento com Clientes e Consumidores: Discurso e Gestão


Oportunidade para desenvolvimento dos profissionais da Área de Atendimento à Clientes e Consumidores:

O quê: Minicurso

Assunto: O uso da linguagem nas Centrais de Atendimento e o Relacionamento com Clientes e Consumidores: Discurso e Gestão

Quando: Dias 19/11 e 26/11- sábados à tarde

Carga horária total: 8 horas

Destinado a todos os profissionais que atuam nesta área, independente do tempo de experiência ou mesmo da função/cargo que exercem.

Onde: FAPA – Faculdade Porto-Alegrense

Facilitadores: André Pereira, Rosalva Rocha e FernandaTomazini (membros efetivos do GERCC)

Investimento: R$26,00

Este minicurso fará parte do FORUM DA FAPA (anual).

(necessário informar o CPF para ter acesso às informações).
INSCRIÇÕES PODERÃO SER REALIZADAS PELO SITE.

Por favor, divulguem para suas equipes e network .

Imagem: GERCC

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Palavras de Steve Jobs


"Lembrar que estarei morto em breve é a ferramenta mais importante que já encontrei para me ajudar a tomar grandes decisões. Porque quase tudo - expectativas externas, orgulho, medo de passar vergonha ou falhar - caem diante da morte, deixando apenas o que é apenas importante. Não há razão para não seguir o seu coração.
Lembrar que você vai morrer é a melhor maneira que eu conheço para evitar a armadilha de pensar que você tem algo a perder. Você já está nu. Não há razão para não seguir seu coração."


Imagem: Google

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

A arte de uma amiga ...


Exposição: 1a. Pessoa - Pessoas
DMAE - 24 de Outubro
Artista Plástica: Eunice Araujo
Data da visitação: 04/10/11

"Comer" tua arte é como "comer" poesia Nicinha!

Imagem: Google

"Maravilhas" de um colega ...



No meio da Oficina Literária do CCMQ (com o Mario Pirata), em 04/10/11, caiu-me nas mãos a poesia abaixo, escrita por um colega. Ah ... solicitei permissão para postá-la. Como a permissão foi concedida, encontra-se abaixo:


meu nome


à pergunta
quem tu és
o meu nome não responde

outras maneiras há
de me saber

pergunta ao pai
à mãe minhas irmãs -
todos mentirão

assim terás uma pista

na escola onde trabalho
nos bairros em que ando
nos bares todos do centro
nada se dirá

não dispensa o desinforme

vê nas estantes os livros
no armário as roupas
ou meus sapatos poucos

não existe qualquer pegada
nem um cabelo em manga caído

cartas anônimas chegam -
o que dirão
que me contem?

dobra o papel
e guarda-o no envelope
esquece

outras maneiras há
de me saber


Autoria: Cezar Dias
Imagem: Google

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Solteira, sem filhos e daí?

By Cláudia Coelho (colega de Ateliê Livre) http://psiclaudiacoelho.blogspot.com/2009/09/solteira-sem-filhos-e-dai.html Data de publicação no seu blog: 21/09/2009 Nesta manhã fria e ensolarada de domingo, e eu sem internet.... Resolvi fazer uns laudos, baixar umas fotos. Baixei uma foto do último quadro que pintei e que vendi para uma amiga. Ela me encomendou uma imagem de Jesus Cristo. Puts nunca fiz algo parecido! Mesmo assim, eu topei, aliás, eu sempre aceito, desde que eu entenda o que meus clientes desejam. Vislumbrando a imagem pronta na foto e o quadro lindamente emoldurado, eu fiquei com saudades daquele “filho”.

sábado, 1 de outubro de 2011

SOS Poesia


branco amor
pura leveza
beleza - ainda pequena
desabrochar de uma nova vida
inspiração para poema
(à Maria Clara)

se for prá ser
que seja inteiro, quente
como fogo
chama
clama
Amor Ardente!



Idealização: Oficina de Poesia e Linguagem - CCMQ
Oficineiro (timoneiro): Mario Pirata
Data: 10 a 16/10/2011
Local: CEEE - Centro Cultural Érico Veríssimo

RR - 02/10/2011
Produção: RR
Imagem: RR

quando solto o verbo
sou louca
se calo
tonta

indagação rotineira
empoeira meus dias de dúvidas
encobre meus olhos das cores

sem saber a resposta
fico jogada à ausência de sabores

RR - 01/10/11
Imagem: Google